Teste do Pezinho (Neonatal) Anápolis, Goiás

Informações sobre Teste do Pezinho (Neonatal) em Anápolis. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Anápolis, além de artigos sobre Teste do Pezinho (Neonatal).

Laboratório Bioclínico Dr Roberto Salomão
(62) 3311-6094
Rua Barão do Rio Branco 1246
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Evangélico
(62) 3324-0620
Rua Desembargador Jaime 140
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Zooflora Ltda
(62) 3317-5151
Rua 23 qd A lt 14/16
Anápolis, Goiás
 
Gastroclínica de Anápolis
(62) 3321-2755
Avenida Getulino Artiaga 64
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Louis Pasteur
(62) 3324-1483
Rua Benjamin Constant 1710
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Aliança Diagnósticos Médicos
(62) 3333-3400
Rua Desembargador Jaime, 172
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Genoma
(62) 3311-3277
Rua Conde Afonso Celso 239
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Megalab
(62) 3943-4717
Avenida Santos Dumont, 639
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Zoo Flora
(62) 3099-1893
Rua Dayse Fanstone qd 3 lt 43
Anápolis, Goiás
 
Laboratório Anápolis
(62) 3327-0744
Rua 7 de Setembro 188
Anápolis, Goiás
 

Teste do Pezinho (Neonatal)

É um exame laboratorial também denominado de triagem neonatal, o qual é realizado nos bebês, após 48 horas de vida até preferencialmente até o sétimo dia do nascimento.É chamado de teste do pezinho pois o sangue é colhido à partir de uma pequena punção no calcanhar do bebê, através de uma picadinha, que é colocada imediatamente em papel de filtro apropriado e encaminhado ao laboratório especializado. Normalmente os bebês choram na ocasião da coleta, por tratar-se de uma sensação nova para eles.Trata-se de um exame muito importante, gratuito e obrigatório em todo o Brasil, que detecta precocemente doenças genéticas, metabólicas e infecciosas, que surgem entre o 6º e o 8º mês de vida e que se não descobertas e tratadas à tempo poderão causar danos e alterações irreparáveis no desenvolvimento neuropsicomotor do bebê.Garanta seu direito por Lei A realização do teste é garantida pela Lei nº 3914 de 14 de novembro de 1983, que obriga a realização do teste em hospitais e maternidades da rede pública ou privada. A mãe ou o familiar deverá fazer valer os seus direitos, exigindo o teste. O SUS (Sistema Único de Saúde) instituiu o Programa Nacional de Triagem Neonatal, o qual abrange a identificação de até quatro doenças, que são: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística e anemia falciforme, porém nem todos os Estados brasileiros realizam os quatro testes, normalmente eles limitam-se à identificar apenas as duas primeiras patologias citadas.O teste poderá ser ampliado Através do teste do pezinho, pode-se detectar mais de 30 doenças antes mesmo que os seus sintomas se manifestem, porém este recurso não está até o momento disponibilizado na rede pública sendo realizado apenas em laboratórios particulares.O tratamento Detectado algum tipo de anormalidade deverá ser tratada nas primeiras semanas de vida do bebê, evitando um quadro de problemas físicos ou deficiência mental, que uma vez instalado poderá tornar-se irreversível.O resultado Fique sempre atento ao prazo de resultado e não deixe de buscá-lo, levando-o ao pediatra para ser analisado. Em alguns casos o hospital ou o laboratório poderão solicitar uma repetição, a qual não deverá causar preocupação, isto poderá acontecer, por exemplo, quando exige-se um esclarecimento de resultado ou quando o teste for realizado antes de 48 horas de vida do bebê, onde poderá ser influenciado pelo metabolismo materno.No entanto, fique atento, pois um resultado normal, mesmo com um perfil completo, não exclui todas as possibilidades de outras doenças, como por exemplo a síndrome de Down.Desta forma, o bebê deverá ter um acompanhamento constante e periódico e as orientações médicas deverão ser seguidas de acordo com o seu desenvolvimento.