Patologias da Válvula Mitral Alta Floresta D'Oeste RO

Informações sobre Patologias da Válvula Mitral em Alta Floresta D'Oeste. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Alta Floresta D'Oeste, além de artigos sobre Patologias da Válvula Mitral.

Elisa Kinuyo Ito Utzumi
(69) 3442-9162
Avenida Fortaleza 5264
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Especializada
(69) 3442-4880
Avenida Florianópolis 5261
Rolim de Moura, Rondônia
 
Masahito Ito
(69) 3442-2253
Avenida 25 de Agosto 4947
Rolim de Moura, Rondônia
 
Vera Joana Becker
Paulo Leal 381 - Sala 106
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Estação Saude
(69) 3211-7143
Av Calama 2615
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Clínica Gênesis
(69) 3442-7613
Avenida Recife 4934
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Multimargem
(69) 3442-1015
Rua Guaporé 5169
Rolim de Moura, Rondônia
 
Claudio Jose Soares
(69) 3217-0923
Hospital Central - R. Afonso Pena 52 - Sala 2
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Gederson Rossato
(69) 223-8460
Rua Paulo Leal 393
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Roberta Ferrari Goncalves
(69) 3443-2647
Rua Antonio de Paulaunes 1512
Cacoal, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Patologias da Válvula Mitral

A válvula que comumente é mais lesionada é a válvula mitral. Há dois tipos de valvulopatias mitrais:No caso de estenose mitral, quando a válvula entre o átrio e o ventrículo esquerdos não se abre adequadamente, levando a uma conseqüente hipertrofia do átrio esquerdo para conseguir expelir o sangue que ficou acumulado em seu interior.No caso de insuficiência mitral, no qual a válvula não consegue se fechar completamente, havendo uma dilatação progressiva do átrio esquerdo, para poder conter o sangue que reflui do ventrículo esquerdo.Este tipo de valvulopatia pode permanecer quiescente por muitos anos, sem apresentar sintomatologia, como pode manifestar-se subitamente. As manifestações mais comuns são similares às da insuficiência cardíaca e normalmente agravam-se gradativamente, apresentando sensação de falta de ar, cansaço, náuseas, palpitações e, em situações mais avançadas, surgimento de edemas e inchaço das pernas e comprometimento do estado geral. Entretanto, a turbulência do fluxo sanguíneo no interior da câmara cardíaca e a insuficiência cardíaca podem levar a diversas complicações.A terapêutica, nestes casos, visa tratar a evolução da insuficiência cardíaca e prevenir as possíveis complicações, devendo-se recomendar uma dieta pobre em sal e fármacos que normalizem a freqüência e otimizem a função cardíaca, como é o caso dos digitálicos, juntamente com diuréticos, anticoagulantes, antibióticos e antiarrítmicos. Nos casos mais graves, pode-se lançar mão do tratamento cirúrgico, através de um cateterismo cardíaco, para reparar o tecido valvular danificado, ou então, uma cirurgia para substituir a válvula mitral por uma prótese.Fontes:http://www.medipedia.pt/home/home.php?module=artigoEnc&id=120http://www.manualmerck.net/?id=45http://www.imcc-cardio.com.br/site2010/suasaude.php?cntId=58