Nefrologia Jaú, São Paulo

Informações sobre Nefrologia em Jaú. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Jaú, além de artigos sobre Nefrologia.

Rita Maria A Budin
Rua das Palmeiras 37
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Mair Pedro de Souza
Rua das Palmeiras 44
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Paulo de Tarso Nunes Chiode
(14) 3624-2882
Rua José Lúcio de Carvalho 548
Jau, São Paulo
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Aparecida Paula Gondim
Rua Minas Gerais 497
Votuporanga, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
German Goytia Carmona
(11) 4994-4357
R Almirante Tamandare 357
Santo Andre, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Augusto Alves Cunha
(14) 3602-1260
Rua Dona Silvéria 150
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Carlos Quevedo
(14) 621-2553
Rua Paissandu 1080
Jau, São Paulo
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria Cristina Franco Coelho Acorsi
(11) 3222-6500
Av Presidente Kennedy 349
Sorocaba, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Fernando Quaresma
(11) 4224-2572
Rua Carlos de Campos 105
Sao Caetano Do Sul, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Thomaz Ribeiro de Almeida
(11) 3885-7999
Rua Jose Maria Lisboa 184
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Nefrologia

A nefrologia é a especialidade médica que se ocupa do estudo da estrutura e da função renal, incluindo o tratamento e a prevenção das doenças dos rins. A palavra nefrologia é de origem grega, onde nephrós significa rim e logia, estudo ou tratado. O médico especialista em nefrologia se chama nefrólogo ou nefrologista.A maioria das doenças que atingem os rins não está limitada somente a estes órgãos, mas são desordens sistêmicas. A nefrologia se refere ao diagnóstico da doença renal e do seu tratamento, medicamento e diálise, e ao acompanhamento dos pacientes de transplante renal. Concomitantemente, a maioria dos nefrólogos é especialista nos cuidados das desordens dos eletrólitos e da hipertensão.São encaminhados aos nefrólogos, por exemplo, os pacientes com insuficiência renal (condição em que os rins deixam de funcionar normalmente); insuficiência renal aguda (perda repentina da função renal); insuficiência renal crônica (declínio da função renal com potencial aumento da creatinina); hematúria (perda de sangue na urina); proteinúria (perda de proteína, especialmente albumina, na urina); cálculos renais; câncer de rim (normalmente tratado por urólogos); infecções do sistema urinário crônicas; transtorno eletrolítico ou desequilíbrio ácido/base.Para o diagnóstico de distúrbios renais é realizada a análise de urina, dos eletrólitos, da creatinina e da uréia. Outros exames feitos habitualmente pelos nefrólogos incluem a biópsia renal; ultra-som para verificar as condições dos vasos sangüíneos renais; tomografia axial computadorizada para verificar a existência de lesões e para ajudar no diagnóstico nefrolitíase; gammagrafia (medicina nuclear) para a exata medida da função renal e o diagnóstico da doença da artéria renal; angiografia de ressonância magnética nuclear quando os vasos sangüíneos estiverem afetados.Muitas doenças dos rins são tratadas com medicação, como esteróides, medicamentos anti-reumáticos modificadores da doença, anti-hipertensivos (muitas doenças renais se caracterizam pela hipertensão). Freqüentemente é requerido um tratamento com eritropoietina e vitamina D para substituir estes hormônios, cuja produção cessa com a doença renal crônica. Quando os sintomas da insuficiência renal são demasiado severos, pode ser necessário requerer diálise (processo onde o sangue é filtrado por uma máquina, dada a incapacidade dos rins de efetuar este trabalho). Quando o paciente passa por um transplante renal, o nefrólogo supervisiona o regime de imunossupressão e as potenciais infecções que podem acontecer no pós-operatório.