Nefrologia Jaú, São Paulo

Informações sobre Nefrologia em Jaú. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Jaú, além de artigos sobre Nefrologia.

Mair Pedro de Souza
Rua das Palmeiras 44
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Rita Maria A Budin
Rua das Palmeiras 37
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Francisco Carlos Quevedo
(14) 621-2553
Rua Paissandu 1080
Jau, São Paulo
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Margaret Inacia Guedes Queiroga
Rua Santa Clara 536
Sao Jose Dos Campos, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Paulo Augusto Grabenweger
(11) 5533-6107
Avenida Irai 79
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Augusto Alves Cunha
(14) 3602-1260
Rua Dona Silvéria 150
Jau, São Paulo
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Paulo de Tarso Nunes Chiode
(14) 3624-2882
Rua José Lúcio de Carvalho 548
Jau, São Paulo
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Eduardo Cantoni Rosa
113-2899
Brig.Luiz Antonio 1892 - 5º And.
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Carla Romagnoli de Arruda
(14) 8127-7510
Rua Josino Crisola 626 - Apto. 02
Itapeva, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Miguel Moyses Neto
Avenida Vereador Manir Calil 880
Ribeirao Preto, São Paulo
Especialidade
Nefrologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Nefrologia

A nefrologia é a especialidade médica que se ocupa do estudo da estrutura e da função renal, incluindo o tratamento e a prevenção das doenças dos rins. A palavra nefrologia é de origem grega, onde nephrós significa rim e logia, estudo ou tratado. O médico especialista em nefrologia se chama nefrólogo ou nefrologista.A maioria das doenças que atingem os rins não está limitada somente a estes órgãos, mas são desordens sistêmicas. A nefrologia se refere ao diagnóstico da doença renal e do seu tratamento, medicamento e diálise, e ao acompanhamento dos pacientes de transplante renal. Concomitantemente, a maioria dos nefrólogos é especialista nos cuidados das desordens dos eletrólitos e da hipertensão.São encaminhados aos nefrólogos, por exemplo, os pacientes com insuficiência renal (condição em que os rins deixam de funcionar normalmente); insuficiência renal aguda (perda repentina da função renal); insuficiência renal crônica (declínio da função renal com potencial aumento da creatinina); hematúria (perda de sangue na urina); proteinúria (perda de proteína, especialmente albumina, na urina); cálculos renais; câncer de rim (normalmente tratado por urólogos); infecções do sistema urinário crônicas; transtorno eletrolítico ou desequilíbrio ácido/base.Para o diagnóstico de distúrbios renais é realizada a análise de urina, dos eletrólitos, da creatinina e da uréia. Outros exames feitos habitualmente pelos nefrólogos incluem a biópsia renal; ultra-som para verificar as condições dos vasos sangüíneos renais; tomografia axial computadorizada para verificar a existência de lesões e para ajudar no diagnóstico nefrolitíase; gammagrafia (medicina nuclear) para a exata medida da função renal e o diagnóstico da doença da artéria renal; angiografia de ressonância magnética nuclear quando os vasos sangüíneos estiverem afetados.Muitas doenças dos rins são tratadas com medicação, como esteróides, medicamentos anti-reumáticos modificadores da doença, anti-hipertensivos (muitas doenças renais se caracterizam pela hipertensão). Freqüentemente é requerido um tratamento com eritropoietina e vitamina D para substituir estes hormônios, cuja produção cessa com a doença renal crônica. Quando os sintomas da insuficiência renal são demasiado severos, pode ser necessário requerer diálise (processo onde o sangue é filtrado por uma máquina, dada a incapacidade dos rins de efetuar este trabalho). Quando o paciente passa por um transplante renal, o nefrólogo supervisiona o regime de imunossupressão e as potenciais infecções que podem acontecer no pós-operatório.