Marcapasso Alta Floresta D'Oeste RO

Informações sobre Marcapasso em Alta Floresta D'Oeste. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Alta Floresta D'Oeste, além de artigos sobre Marcapasso.

Elisa Kinuyo Ito Utzumi
(69) 3442-9162
Avenida Fortaleza 5264
Rolim de Moura, Rondônia
 
Masahito Ito
(69) 3442-2253
Avenida 25 de Agosto 4947
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Multimargem
(69) 3442-1015
Rua Guaporé 5169
Rolim de Moura, Rondônia
 
Roberta Ferrari Goncalves
(69) 3443-2647
Rua Antonio de Paulaunes 1512
Cacoal, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Claudio Jose Soares
(69) 3217-0923
Hospital Central - R. Afonso Pena 52 - Sala 2
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Clínica Gênesis
(69) 3442-7613
Avenida Recife 4934
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Especializada
(69) 3442-4880
Avenida Florianópolis 5261
Rolim de Moura, Rondônia
 
Vera Joana Becker
Paulo Leal 381 - Sala 106
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Gederson Rossato
(69) 223-8460
Rua Paulo Leal 393
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Estação Saude
(69) 3211-7143
Av Calama 2615
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Marcapasso

O marcapasso é um dispositivo utilizado na medicina, implantado no peito ou abdômen, que tem por objetivo regular os batimentos cardíacos. Isto é alcançado por meio de um estímulo elétrico disparado pelo dispositivo quando o número de batimentos dentro de um determinado intervalo de tempo encontra-se alterado (arritmia), resultante de algum problema na condução do estímulo cardíaco, antes de alcançar os ventrículos. As arritmias cardíacas podem levar a sintomas como fadiga, falta de fôlego ou desmaio, e quando muito severas, pode danificar órgãos vitais, podendo causar inconsciência e até morte.Os primeiros marcapasso fabricados ficavam externamente ao corpo do paciente e não muito seguros, uma vez que havia a possibilidade de eletrocutar o seu portador. Hoje em dia esse dispositivo diminuiu de tamanho, sendo implantado no corpo do paciente, pois é hermeticamente selado em uma cápsula de metal (normalmente titânio), possuindo pilhas recarregáveis por meio de terminais externos.Durante uma arritmia cardíaca, o marcapasso pode:Acelerar um ritmo cardíaco lento (bradicardia);Ajudar a controlar o ritmo cardíaco acelerado (taquicardia);Certificar que os ventrículos contraiam corretamente;Coordenar a sinalização elétrica entre os átrios e ventrículos;Coordenar a sinalização elétrica entre os ventrículos;Prevenir arritmias graves.Existem dois tipos de marcapasso: provisório e definitivo. O primeiro é utilizado para tratar alterações cardíacas temporárias, como batimentos lentos causados por ataque cardíaco, cirurgia cardíaca ou overdose de medicamento. Este também é usado durante emergências até a implantação do marcapasso definitivo, ou até que a condição temporária seja solucionada. Já o definitivo é utilizado no controle de problemas de ritmo cardíaco a longo prazo.Depois de realizado o implante, o paciente deve seguir algumas recomendações:Evitar molhar a ferida e o curativo cinco dias após o implante;Após 5 dias, o curativo deve ser removido, deixando a ferida aberta;Caso sinta dor, pode tomar analgésicos;Evitar carregar peso do lado que foi implantado o marcapasso por 30 dias;Evitar movimentos amplos com o braço do mesmo lado do marcapasso por 30 dias;Sempre carregar a carteira de identificação de portador de marcapasso;Não há restrições quanto ao uso de aparelhos eletrônicos convencionais ou forno microondas;Procurar utilizar o celular do lado oposto onde foi implantado o marcapasso;Em locais com detectores de metais, como aeroportos e bancos, cruze rapidamente o campo magnético;Comunicar ao médico caso haja sinais de infecção no local de implantação;Entrar em contato com o seu médico antes de agendar certos procedimentos, como ressonância magnética, radioterapia, litotripsia e procedimentos cirúrgicos que envolvam o uso de bisturi.Embora o marcapasso seja um aparelho eletrônico muito seguro, pode acontecer de falhar. Estas falhas podem ser corrigidas, na maior parte das vezes, com o auxilio de aparelhos externos responsáveis por reprogramar o marcapasso. Raras vezes se faz necessária a realização de uma cirurgia para resolver o problema.Não é possível fazer uma previsão exata do tempo de duração das pilhas do marcapasso. Habitualmente, estas apresentam um prazo programado que varia conforme o tipo de marcapasso (5-8 anos ou até mais). Todavia, este prazo pode não ser alcançado, podendo apresentar desgaste anormal, durando menos, ou então, pode durar mais tempo do que o previsto. Durante as avaliações que devem ser realizadas periodicamente pelo médico, é possível avaliar se está havendo desgaste anormal das pilhas ou, quando possível, reprogramar a energia para aumentar o período de duração do marcapasso.Quando é observado um desgaste anormal das pilhas, estas devem ser trocadas, não é possível recarregá-las. Para solucionar o problema, é feita a troca da caixa do marcapasso, realizada por meio de uma pequena cirurgia.Fontes:http://www.incor.usp.br/marcapasso/orientacao_mp.htmlhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Marca-passohttp://boasaude.uol.com.br/Lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=4170&ReturnCatID=357http://www.macamp.com.br/variedades/MarcaPasso.htmhttp://www.arritmiacardiaca.com.br/p_entendendo07.phphttp://www.copacabanarunners.net/marcapasso-cardiaco.htmlIlustração: http://www.topnews.in/natural-solution-artificial-heart-pacemakers-may-be-possible-2149999