Imunofluorescência Tabatinga AM

Informações sobre Imunofluorescência em Tabatinga. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Tabatinga, além de artigos sobre Imunofluorescência.

Laboratorio de Analises Clinicas
(16) 3385-1755
Rua Episcopal 125
Tabatinga, São Paulo
 
Laboratorio de Analises Clinicas Sao Lucas
(16) 3385-1599
Rua Catanduva 229
Tabatinga, São Paulo
 
Hospital Militar de Tabatinga
(97) 3412-2403
Avenida Amizade 887
Tabatinga, Amazonas
 
Laboratório Arnaldo Oliveira
(92) 3624-4801
Tv Vargas 175
Manaus, Amazonas
 
Laboratório Dr Djalma Batista
(92) 3232-2588
Rua da Instalação 109
Manaus, Amazonas
 
Adelma R Oliveira
(97) 3412-3765
Rua Pátria
Tabatinga, Amazonas
 
Santa Casa de Misericordia Sao Miguel
(16) 3385-1617
Rua Catanduva 206
Tabatinga, São Paulo
 
Hospital de Guarnição de Tabatinga
(97) 3412-2403
Avenida Amizade 894
Tabatinga, Amazonas
 
Laboratório São Francisco Ltda
(92) 3542-1094
Rua Adolfo Cavalcante 226
Maués, Amazonas
 
Biocenter
(92) 3644-1126
Avenida Cosme Ferreira 4605
Manaus, Amazonas
 

Imunofluorescência

Imunofluorescência é definida como uma técnica que possibilita a visualização de antígenos nos tecidos ou em suspensões celulares, por meio da utilização de anticorpos específicos, marcados com fluorocromo, capazes de absorverem a luz ultra-violeta (UV), emitindo-a num determinado comprimento de onda, permitindo sua observação ao microscópio de fluorescência (com luz UV).Dentre os fluorocromos mais comumente utilizados estão:Fluresceína (FITC);Rodamina (TRICT).Após os fluoróforos serem excitados por um determinado comprimento de onda, emitem fótons de luz fluorescentes a um comprimento de onda superior.Existem dois tipos distintos de imunofluorescência. São elas:Imunofluorescência direta;Imunofluorescência Indireta;Imunofluorescência DiretaUtiliza-se esta técnica, também conhecida como técnica de camada simples, para detecção de antígenos em amostras clínicas utilizando-se anticorpos marcados com fluorocromos.As etapas deste procedimento compreendem:Fixação do esfregaço da lâmina;Tratamento com anticorpo marcado;Incubação;Lavagem para remover excesso de anticorpos marcados não ligados;Visualização no microscópio fluorescente.As indicações desta técnica são: detecção de vírus, parasitas, antígenos de tumor de amostras ou monocamadas de células do paciente. É utilizado também na identificação da distribuição de um antígeno no interior de um tecido ou compartimento de uma célula.Imunofluorescência IndiretaUtiliza-se este tipo de imunofluorescência, também conhecida como técnica de dupla camada, na detecção de anticorpos no soro do paciente por meio de antígenos fixados em uma lâmina, na qual se aplica primeiramente um anticorpo específico não fluorescente. Por fim, coloca-se um anticorpo fluorescente com especificidade marcada contra determinados antígenos do primeiro anticorpo usado para reagir com o antígeno.Esta técnica tem como vantagem possibilitar uma fluorescência mais evidente, uma vez que os anticorpos fluorescentes associam-se somente aos anticorpos primários, além de permite trabalhar com diversos anticorpos primários específicos para distintos tipos de antígenos, sendo capaz de identificar qual a classe a qual o anticorpo pertence.Habitualmente, a imunofluorescência indireta é utilizada na detecção de auto-anticorpos, e também, na detecção de anticorpos anti-nucleares encontrados no soro de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico.Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/Imunofluoresc%C3%AAnciahttp://www.portaleducacao.com.br/farmacia/artigos/6971/imunofluorescenciahttp://www.microrao.com/micronotes/immunofluorescence.pdf