Imitanciometria Fortaleza, Ceará

Informações sobre Imitanciometria em Fortaleza. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Fortaleza, além de artigos sobre Imitanciometria.

Laboratório Caldas
(85) 3481-6682
Avenida Mozart Pinheiro de Lucena 1647
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório de Análises Clínicas Alarico Mont'alverne
(85) 3253-3682
Avenida Tristão Gonçalves 965
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório Linus Pauling
(85) 3276-4250
Rua Manuel Castelo Branco 490
Fortaleza, Ceará
 
Labpasteur - Centro de Medicina Laboratorial
(85) 3242-3261
Rua República do Líbano 723
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório Louis Pasteur Patologia Clínica
(85) 3252-2213
Rua Antônio Augusto 1271 lj 3
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório Martins
(85) 3245-1650
Avenida General Osório de Paiva 1033
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório Domingos Ferreira
(85) 3489-7873
Avenida B 177 et 2
Fortaleza, Ceará
 
Dne Nordeste Diagnósticos Ltda
(85) 3244-1530
Rua Monsenhor Bruno 1511
Fortaleza, Ceará
 
Laboratório Álvaro
(85) 3224-5271
Rua João Carvalho 800 s 1210
Fortaleza, Ceará
 
Clínica Pontes Vieira
(85) 3272-5607
Avenida Pontes Vieira 460 A
Fortaleza, Ceará
 

Imitanciometria

A imitanciometria, também chamada de impedanciometria, trata-se de um exame rápido, de fácil execução, indolor e que objetiva avaliar as condições da orelha média e da tuba auditiva fornecendo informações a respeito da integridade funcional do tímpano e dos ossículos presentes na orelha média.Os imitanciomêtros (analisadores de orelha média), aparelhos que realizam a imitanciometria, possuem duas funções, a da medida da compliância da orelha média e a de determinar os limiares dos reflexos timpânicos.O exame é feito introduzindo uma sonda no canal auditivo do paciente, tapando o meato auditivo externo por completo.O termo compliância significa liberdade de movimento. Desta forma, a compliância da orelha média é avaliada várias vezes, sob distintas pressões positivas e negativas realizadas sobre o tímpano por uma diminuta bomba pneumática encontrada no aparelho. A situação considerada normal é que a compliância máxima (máximo de liberdade de movimento) ocorra em pressões equivalentes dos dois lados da membrana timpânica.Quando há a presença de líquido no interior da orelha média, como na otite média secretora, a compliância é restrita, ficando, portanto, plana a curva timpanométrica. A curva interrompida ocorre em locais onde a cadeia ossicular apresenta-se interrompida, bem como nas membranas timpânicas extremamente flácidas. Nos casos de rigidez exacerbada do tímpano, como é o caso da otosclerose, a curva é similar à normal; todavia, apresenta pico rebaixado.Uma vez que os reflexos timpânicos ocorrem concomitantemente em ambas as orelhas, podem ser gerados por meio da estimulação do lado (ipsilateral) que está sendo testado, ou do lado oposto (contralateral). No primeiro caso, a própria sonda emite os sons, enquanto que no segundo caso, os estímulos são conduzidos à orelha através de um fone semelhante aos do audiômetro. Ambos os reflexos, ipsilateral e contralateral, apresentam um arco representado pelo estímulo auditivo e as vias aferentes do reflexo, e um segundo arco, ligado ao nervo facial.Recomenda-se a realização desta avaliação em certos casos:Bebês, para complementar a triagem auditiva;Suspeitas de presença de anormalidades na orelha média, como, por exemplo, otite, disfunção tubárica e otosclerose;Exame de rotina no pré e pós-cirúrgico da orelha média;Pacientes que apresentam quadro vertiginoso;Avaliação do local lesado em casos de paralisia do nervo facial;Crianças que falam excessivamente alto e pedem constantemente para repetir frases;Dor de ouvido, alergias respiratórias e/ou respiração bucal.Fontes:http://www.brasilmedicina.com.br/especial/oto_t2s4s1s3.asphttp://www.medicinapratica.com.br/tag/imitanciometria/http://www.inof.com.br/exames/imitanciometria/http://www.otolab.com.br/website/index.php?option=com_content&view=article&id=19:imitanciometriaimpedanciometria&catid=3:fono&Itemid=7http://www.institutobrasileirodosono.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=113&Itemid=173