Endoscopia Digestiva Brasília, DF

Informações sobre Endoscopia Digestiva em Brasília. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Brasília, além de artigos sobre Endoscopia Digestiva.

Laboratório Exame Medicina Laboratorial
(61) 4004-3883
SHLS Q 716 bl B tér
Brasília, DF
 
Laboratório Santa Cruz
(61) 3388-1522
Q 134 lt 15 lj A
Brasília, DF
 
Fleury Sa
(61) 3245-5014
SEPS 715/915 bl D lj 501
Brasília, DF
 
Medlabor
(61) 3346-0911
SHLS CJ A s 506
Brasília, DF
 
Laboratório Santa Paula Ltda
(61) 3344-7902
QMSW 5 bl C lt 10 ap 210
Brasília, DF
 
Sabin Laboratório Clínico
(61) 3329-8000
SCN Q 5 BL A - 1 s 101 s 104
Brasília, DF
 
Exame Laboratórios de Patologia Clínica
(61) 3361-6600
AOS 2/8 LT 5 s 125 s 130 tor A
Brasília, DF
 
Laboratório Santa Paula
(61) 3223-5658
SCS Q 1 BL E s 310
Brasília, DF
 
Laboratório de Análises Clínicas São Mateus
(61) 3443-1935
CLS 408 BL B lt 1
Brasília, DF
 
Laboratório Planalto
(61) 3436-4147
STN s 130
Brasília, DF
 

Endoscopia Digestiva

A endoscopia digestiva é um método de investigação de enfermidades esofágicas, estomacais e intestinais. É realizada através da introdução de tubos flexíveis (endoscópio) na cavidade oral ou anal. A primeira recebe o nome de endoscopia digestiva alta, a segunda de colonoscopia.Essa técnica permite visualizar a mucosa do trato digestivo, e realizar detalhada avaliação, bem como coletar material ou mesmo realizar pequenas cirurgias. A endoscopia digestiva alta é uma excelente técnica para investigação de diversos sintomas, como dor abdominal, náuseas, vômitos, dificuldade de deglutição, assim como elucidar causas de pequenos sangramentos do trato gastrointestinal alto. Este exame é muito mais preciso quando comparado com a radiografia na detecção de inflamações, úlceras e tumores.A endoscopia pode ser utilizada não apenas como técnica de diagnóstico, mas também no tratamento de doenças como dilatação de áreas estreitadas, interrupção de sangramentos de úlceras, ocluir varizes no esôfago e remoção de tumores benignos e malignos.A técnica é realizada sob sedação endovenosa, o que faz com que o paciente não sinta nenhuma dor ou desconforto. A endoscopia alta dura cerca de 5 a 10 minutos e a baixa dura de 15 a 30 minutos, podendo estender-se em situações mais complicadas.Após o término do exame, o paciente é conduzido até uma sala de recuperação, onde permanecerá em repouso por aproximadamente 15 a 30 minutos, tempo suficiente para despertar completamente. É obrigatória a presença de um acompanhante que conduzirá o paciente até sua residência. Nesse dia o paciente não deve dirigir, operar máquinas, assinar cheques, enfim, não pode tomar nenhuma decisão ou atitude importante.Apesar de existirem possíveis complicações, elas são raras. O mais comum é o sangramento local após alguma biópsia ou polipectomia (retirada de pólipos), mas normalmente é pequeno e pára sozinho. Outros riscos englobam reações aos sedativos utilizados, complicações de doenças pulmonares ou cardíacas e perfuração.O exame não é recomendado para gestantes. É realizado apenas quando os riscos forem considerados menores que os potenciais benéficos do exame, após uma decisão tomada entre o médico e o paciente.Fontes:http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?618http://www.cccastelo.com.br/eda.htmhttp://endoscopia-digestiva.net/http://www.drauziovarella.com.br/ExibirConteudo/1904/endoscopia-digestiva