Coarctação da Aorta Coxim MS

Informações sobre Coarctação da Aorta em Coxim. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Coxim, além de artigos sobre Coarctação da Aorta.

Interclinica
(67) 3291-1285
Rua Antônio de Albuquerque 640
Coxim, Mato Grosso do Sul
 
Pedro Honda
(67) 3291-2194
Rua Delmira da Cruz Bandeira 454
Coxim, Mato Grosso do Sul
 
Angela Herminia Sichineal
(67) 3382-9570
Rua Arthur Jorge 1096 - 2ª Andar Sala 22
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Joao Jackson Duarte
(67) 3041-5240
Av Afonso Pena 2419
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Evandro Veiller Ferrari
(67) 3382-7095
Rua Xv Deovembro 1311
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Policlínica Lourdes Fontoura
(67) 3291-3138
Rua Santo Antônio 398
Coxim, Mato Grosso do Sul
 
Frederico Somaio Neto
(67) 3421-7171
Rua Joao Vicente Ferreira 1789
Dourados, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Alcione Italo Balsanelli Junior
(67) 3323-1800
Rua Padre Joao Crippa 1098
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Marcos Paulo Tiguman
(67) 3321-3748
Rua Rui Barbosa 3790
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Alfredo Pinto de Arruda
(67) 382-4061
Rua Maracaju 1277 - de 827 ao Fim
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Coarctação da Aorta

A coarctação da aorta é definida como uma estenose que ocorre na aorta. Esta, por sua vez, é o maior vaso sanguíneo do corpo humano que é responsável por transportar sangue altamente oxigenado por o organismo todo.O estreitamente em questão acomete a porção torácica descendente desse vaso. Deste modo, há dificuldade de passagem de sangue, o que resulta em um aumento da pressão nas artérias cerebrais e dos membros superiores, bem como diminuição da pressão nas vísceras e membros inferiores. Especialmente nos recém-nascidos, essa patologia pode ser prejudicial em consequência do baixo fluxo sanguíneo para os órgãos localizados na cavidade abdominal e membros inferiores.Alguns indivíduos também podem apresentar cefaléia ou epistaxe, devido à elevada pressão arterial nos membros superiores e dores nos membros inferiores durante a realização de exercícios, resultante da baixa pressão arterial nos membros inferiores, porém a maioria é assintomática. A maior parte dos indivíduos que possui essa patologia apresenta uma válvula aórtica anormal, que apresenta apenas dois folhetos ao invés de três, que é o normal.A coarctação da aorta pode ser observada durante exame físico, devido à alterações no pulso e, também, da pressão arterial. A confirmação do diagnóstico e dá por meio de exames radiográficos, de eletrocardiograma e ecocardiograma.Deve ser realizada a correção cirúrgica desse defeito no início da infância (3 a 5 anos de idade), para reduzir a sobrecarga no ventrículo esquerdo, pois este passa a bombear o sangue com mais força para impulsioná-lo pela aorta estreitada.Alguns recém-nascidos com a patologia em questão podem apresentar grave insuficiência cardíaca após a obstrução do canal arterial. Estes apresentam grande dificuldade respiratória e palidez. Exames de sangue evidenciam uma acidose metabólica, quadro potencialmente letal que necessita de imediato diagnóstico tratamento. A terapêutica engloba uso de prostaglandina para aumentar a luz do canal estenosado, medicamentos de suporte cardíaco e cirurgia de emergência para reparação da aorta. Em alguns casos, se faz necessária uma nova cirurgia quando a criança se torna maior.Fontes:http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066-782X1998001100001&script=sci_arttexthttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X2003000300012http://www.brunorocha.com.br/portal/?p=136http://www.fisionet.com.br/patologias/interna.asp?cod=335