Bradicardia Alta Floresta D'Oeste RO

Informações sobre Bradicardia em Alta Floresta D'Oeste. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Alta Floresta D'Oeste, além de artigos sobre Bradicardia.

Elisa Kinuyo Ito Utzumi
(69) 3442-9162
Avenida Fortaleza 5264
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Especializada
(69) 3442-4880
Avenida Florianópolis 5261
Rolim de Moura, Rondônia
 
Masahito Ito
(69) 3442-2253
Avenida 25 de Agosto 4947
Rolim de Moura, Rondônia
 
Vera Joana Becker
Paulo Leal 381 - Sala 106
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Estação Saude
(69) 3211-7143
Av Calama 2615
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Clínica Gênesis
(69) 3442-7613
Avenida Recife 4934
Rolim de Moura, Rondônia
 
Clínica Multimargem
(69) 3442-1015
Rua Guaporé 5169
Rolim de Moura, Rondônia
 
Gederson Rossato
(69) 223-8460
Rua Paulo Leal 393
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Roberta Ferrari Goncalves
(69) 3443-2647
Rua Antonio de Paulaunes 1512
Cacoal, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Claudio Jose Soares
(69) 3217-0923
Hospital Central - R. Afonso Pena 52 - Sala 2
Porto Velho, Rondônia
Especialidade
Cardiologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Bradicardia

A bradicardia é definida como sendo uma arritmia, que se traduz em uma diminuição na frequência cardíaca. Normalmente, um ser humano possui uma frequência cardíaca de 60 a 100 batimentos por minuto, sendo assim, quando o batimento por minuto está abaixo de 60, é definido como bradicardia. Embora isto seja comum em pessoas em boa forma física e atletas, na maior parte dos casos, esta condição indica problemas na condução do estímulo elétrico.As causas deste problema podem ser várias, e são divididas em cardíacas e não-cardíacas. Estas últimas, geralmente são secundárias, relacionadas ao uso de drogas, questões metabólicas ou endócrinas (principalmente na tireóide), desequilíbrio eletrolítico, fatores neurológicos, reflexos autônomos, fatores circunstanciais, como por exemplo, repouso por um grande período de tempo e problemas auto-imunes. Já as causas cardíacas incluem doença cardíaca vascular e doença cardíaca isquêmica crônica. No geral, as desordens no nódulo sinoatrial ou no nódulo atrioventricular são os que mais resultam em bradicardia. Esta alteração é mais comum em idosos.A bradicardia sinusal é a forma mais comum, e ocorre quando o ritmo cardíaco definido pelo marcapasso natural do coração (nódulo sinoatrial) está abaixo de 60 batimentos por minuto.Esta diminuição da frequência cardíaca pode levar à pressão baixa, pois há uma queda do esforço muscular realizado pelo coração; pode também causar danos ao organismo, pois esta passa a receber menos oxigênio devido à diminuição da circulação sanguínea.Primeiramente, deve ser feito um controle dos sintomas associados (limitações resultantes da fadiga, desmaio e tonturas) e em seguida, deve ser feito um tratamento dependendo se há a presença de sintomas e suas causas.Leia também:TaquicardiaFontes:http://www.copacabanarunners.net/bradicardia.htmlhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Bradicardia_sinusalhttp://portaldocoracao.uol.com.br/doencas-cardivasculares.php?id=1553http://arritmias.blog.com/tag/bradicardia/http://pt.wikipedia.org/wiki/Bradicardia