Automedicação Ponta Grossa, Paraná

Informações sobre Automedicação em Ponta Grossa. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Ponta Grossa, além de artigos sobre Automedicação.

Farmácia da Economia
(42) 3025-7044
Rua Coronel Cláudio 210
Ponta Grossa, Paraná
 
Farmácia do Trabalhador
(42) 3901-1060
Rua 15 de Novembro, 405 Centro
Ponta Grossa, Paraná
 
Farmácia Bom Jesus
(42) 3229-2953
Avenida Visconde de Mauá 2130
Ponta Grossa, Paraná
 
Farmácia Preço Popular Ponta Grossa
(42) 3223-5070
Rua Coronel Cláudio 89
Ponta Grossa, Paraná
 
Farmácias Fleming
(42) 3901-5000
Praça Barão do Rio Branco, 284
Ponta Grossa, Paraná
 
Vidal Farma
(42) 3227-2140
Rua Jaguapitã 420
Ponta Grossa, Paraná
 
Luiz Correia
(42) 3028-8245
Rua Afonso Celso 1360 en A
Ponta Grossa, Paraná
 
Hélio A Jeczmionski
(42) 3226-0043
Rua Washington Luiz 412
Ponta Grossa, Paraná
 
Farmácia Fleming Santa Paula
(42) 3026-8228
Rua Nicolau Kluppel Neto 1169
Ponta Grossa, Paraná
 
Fleming Uvaranas
(42) 3901-4998
Avenida General Carlos Cavalcanti 1314
Ponta Grossa, Paraná
 

Automedicação

O uso de medicamentos, sem prescrição e/ou orientação médica é chamado de automedicação. Esta prática, a qual vem se intensificando não só no Brasil mas em todo o mundo, é causa de grande preocupação dos profissionais da saúde, que visam um uso racional de medicamentos sem riscos à população.O uso irracional de medicamentos transcreve um grande risco à própria saúde, podendo levar a um distúrbio do sistema imunológico (sistema de defesa do nosso organismo), facilitando a hipersensibilidade, resistência dos microorganismos bem como intoxicações.Os medicamentos são potenciais venenos, e o que difere são as doses utilizadas. Cada medicamento possui sua dose terapêutica ou dose eficaz, a qual é a ideal para se aliviar e/ou curar o problema, e a dose tóxica, a qual uma vez atingida pode proporcionar consequências graves. Muitas vezes, a diferença entre a dose terapêutica e a dose tóxica é muito pequena, especialmente em medicamentos controlados (também conhecidos como tarja preta), e a intoxicação por estas substâncias pode agravar o quadro clínico do paciente e até levar a morte.Interações medicamentosas são, também, fatos preocupantes que podem ocorrer com a automedicação. Este é um evento clínico em que os efeitos de um fármaco são alterados pela presença de outro fármaco, ou até mesmo pela ingestão de alimentos ou bebidas. A administração concomitante de dois ou mais medicamentos podem aumentar ou diminuir o efeito terapêutico ou tóxico de um ou de outro. Essa interação medicamentosa pode ser perigosa quando promove aumento da toxicidade de um fármaco.A prática da automedicação pode ser realizada por diversos motivos, como a influência da mídia, a qual facilita o uso de medicamentos pela população, bem como o desejo em se obter um resultado rápido na terapia medicamentosa. Outro fator que leva o cidadão a se automedicar é pelo simples pensamento de que seu problema “não é nada demais” e que pode ser resolvido com qualquer medicamento em casa.Analgésicos, antitérmicos e antiinflamatórios são considerados os mais vendidos e mais utilizados sem orientação do profissional da saúde. Observa-se também que a busca por um visual perfeito aumentou a frequência de vendas dos medicamentos para emagrecer. Tais medicamentos podem desencadear doenças como psicoses, fazendo com que as vendas de antidepressivos aumentem consequentemente.Bibliografia:Interações medicamentosas. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2012.Os perigos da automedicação. Disponível em: < http://www.urutagua.uem.br//ru33_automedicacao.htm>. Acesso em: 20 ago. 2012.Revista da Associação Médica Brasileira. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302001000400001>. Acesso em: 20 ago. 2012.