Abdominoplastia Cotia, São Paulo

Informações sobre Abdominoplastia em Cotia. Encontre aqui endereços e telefones de médicos especialistas, clínicas e hospitais em Cotia, além de artigos sobre Abdominoplastia.

Julio Cezar Viola
Rua Capitao MOR ROQUE BARRETO - 47
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Milton E.F.L. Rocha
(11) 3082-8840
Rua Teodoro Sampaio 352 (Cj.32) Pinheiros
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Henrique Coccaro Siqueira
(11) 3283-2446
Av Paulista 2001 - Cj 722723
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Sidney Zanasi Junior
(11) 2221-0408
Av. Gen. Ataliba Leonel 93
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Carlos Henrique Froner Souza Goes
(11) 3845-0050
Rua Afonso Bras 579 - Cj. 11 / 13
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dimas Andre Milcheski
(55) 5574-0624
Rua Borges Lagoa 1080 - Cj 1408
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Joao Tenorio Lins Filho
(11) 3666-7170
Avenida Pacaembu 746 - Proximo Metro Marechal
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Moris Anger
Rua Ministro Godoy 445
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Antonio Luiz Passaro
(11) 3251-1288
Praca Amadeu Amaral 47 - 47
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Luciana Leonel Pepino
(11) 3285-6412
Rua Itapeva 202 - Conj. 126 À 129
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Abdominoplastia

A abdominoplastia, também conhecida como demolipectomia, é um procedimento cirúrgico estético que objetiva remover gordura e pele em excesso da região abdominal, habitualmente por motivos estéticos.A parede abdominal é composta por diversas camadas responsáveis por envolver e proteger as estruturas situadas na cavidade abdominal. Logo abaixo da pele encontra-se o tecido subcutâneo, formado especialmente por tecido adiposo e, mais profundamente, encontram-se três camadas superpostas de tecido muscular, responsáveis pela contração abdominal com compressão das estruturas profundas viscerais. De todas as partes do organismo, o tecido subcutâneo do abdômen, na maior parte das vezes, é o local onde a gordura mais se acumula.O procedimento de abdominoplastia é indicado em casos de envelhecimento, excesso de pele devido à grande perda de peso ou então resultante de gestações. Dependendo do tipo de problema ocorrido, pode ser necessária a correção das paredes musculares profundas do abdômen, ou apenas os da superfície, na região do subcutâneo.Anteriormente à realização da abdominoplastia, são solicitados alguns exames de rotina, como exames de sangue (coagulograma, hemograma, glicose, função renal e proteínas), de urina e eletrocardiograma.Normalmente, aplica-se anestesia geral nesse tipo de cirurgia, mas também pode ser peridural ou similar. Realiza-se uma incisão horizontalmente acima da implantação dos pêlos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, variando de acordo com o volume do abdômen a ser corrigido. Por conseguinte, desloca-se amplamente a parede anterior e lateral do abdômen, possibilitando uma visualização da parede muscular, bem como as correções necessárias.Após corrigido os defeitos, tanto das paredes profundas quanto superficiais, é feito o fechamento da parede e reposicionamento da cicatriz umbilical em sua posição natural. Subsequentemente, o paciente é colocado na cama com o corpo semi-flexionado para evitar a tração dos tecidos remodelados. No geral, a hospitalização para este tipo de procedimento gira em torno de 2 a 3 dias.Durante as primeiras 48h do pós-operatório é normal o paciente apresentar dor que é controlada por meio do uso de anti-inflamatórios e analgésicos. Durantes os primeiros 15 após a cirurgia, deve-se evitar realizar esforço físico, devido ao risco de ruptura das suturas feitas na musculatura. O paciente retorna à sua rotina normal gradativamente, sendo que a cicatriz final irá depender basicamente da cicatrização individual.As complicações são raras, mas podem ocorrer, como: infecções, hematomas, seroma, problemas na cicatrização e trombose.Fontes:http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?469http://www.portalcirurgiaplastica.com.br/abdominoplastia/http://abdominoplastiamed.com/http://www.zamarian.com.br/html/corpo/abdominoplastia/abdomen.html